Oito maneiras de desenvolver hábitos saudáveis

Nossa saúde é, talvez, a coisa mais importante em nossas vidas. Mas infelizmente, muitos de nós resistimos a mudanças porque não estamos acostumados a elas.

Nós não gostamos de mudar as coisas nas nossas vidas porque não gostamos da ideia de sair das nossas zonas de conforto.

Somos apegados aos nossos hábitos, afinal de contas! Criar hábitos leva tempo De acordo com pesquisas recentes, uma pessoa leva, em média, 21 dias para criar um hábito.

Isto é um longo tempo, se pararmos para pensar a respeito. Contudo, esta ideia nós leva a refletir: como criamos os hábitos que temos atualmente? Eles também se formaram ao longo de 21 dias, ou há alguma outra explicação para eles?

Na verdade, é bem simples: tais hábitos foram construídos em cima da chamada “zona de conforto”. Eles permitem que exerçamos um pequeno esforço para conseguir um ganho comparativamente maior.

Assim, podemos pedir “fast foods” porque elas dão conforto instantâneo e satisfazem a fome, mesmo estando completamente conscientes do efeito delas na nossa saúde e bem-estar.

Por outro lado, cozinhar para si demanda tempo, esforço e até mesmo um pouco de “erro e tentativa” – especialmente quando a cozinha é novidade para você.

O resultado é que você satisfaz sua fome, mas com muito mais esforço. E é exatamente esta a base sobre a qual construímos maus hábitos.

Todavia, isto não significa que nós não podemos mudar! A mudança requer apenas um pouco de consciência e esforço no sentido de superar os mais hábitos.

Logo abaixo, encontra-se uma lista de mudanças simples que qualquer pessoa pode aplicar a fim de criar e manter um estilo de vida mais saudável.

Oito maneiras simples de desenvolver hábitos saudáveis

habitos saudaveis

1-Beba mais água

Muitos profissionais de saúde recomendam que as pessoas bebam, pelo menos, dois litros de água por dia.

Neste caso, a estratégia é ter uma garrafa de água com bom gosto e que tenha zero aditivos, açúcares entre outras coisas que causam dano à saúde.

É mais saudável e seguro, manterá a sede e a fome sob controle e evitará o consumo de outros líquidos ou até mesmo de calorias.

2- Mantenha o foco no que está ao seu alcance

Se, por qualquer razão, não for possível caminhar ou correr 3 quilômetros por dia, procure manter o foco naquilo que você PODE fazer.

Para começar, em vez de pedir pizza e esperar em casa, considere a possibilidade de caminhar até o mercado, fazer suas compras e cozinhar sua refeição.

Ou talvez você possa optar em ir para o trabalho de bicicleta em vez de dirigir. Procure pensar em estratégias como estas e determine o que você PODE fazer todos os dias para ser mais saudável.

Lembre-se de focar no que pode ser feito e não nas desculpas e porquês do que não pode ser feito.

3- Pare de criar pretextos

As pessoas criam muitos pretextos para explicar porque não são saudáveis. Pode ser por causa de uma condição médica, ou talvez algo esteja aparentemente fora de controle.

Mas tudo isso não passa de desculpas. Em vez de criar pretextos e desculpas, novamente, devemos procurar focar nas pequenas mudanças que podem ser feitas a fim de melhorar a qualidade de vida.

4- Diminua o tamanho das porções de alimentos

Nós usualmente comemos o suficiente para chegar à satisfação. Contudo, muitos sentem como se houvesse espaço para mais alimentos. Infelizmente, isso leva a desordens alimentares e ganho de peso.

Para consertar este problema, diminua as sua porções – mesmo que seja apenas um pouco.

Se o teu costume é comer duas coxas de frango e duas colheres de arroz no jantar, tente comer menos arroz e, talvez, apenas uma coxa de frango por exemplo.

5- Seja mais consciente com as suas refeições

Muitas pessoas se obrigam a comer porque precisam de energia.

Comem barrinhas de cereal e tomam shakes de proteína durante o dia enquanto mastigam montes de frutas imaginando que está é a maneira mais saudável de manter os bons níveis de energia.

Entretanto, quando não se está focado nas sensações de fome ou saciedade, as escolhas que se faz para equilibrar as reservas energéticas do organismo tendem a consumir muito mais calorias do que o desejado.

6- Adicione exercícios a sua rotina

Exercícios e uma boa garrafa d’água são indispensáveis! Exercitar-se pode significar dar uma volta no quarteirão após o jantar.

Pode ser um bom alongamento enquanto você assiste televisão ou simplesmente limpar a sua casa com mais regularidade.

Qualquer tipo de movimento ou esforço físico de qualquer tipo vai ser bom para o organismo. E quanto mais for feito, melhor.

Comece devagar, se for preciso. Faça o que puder e como puder, mas seja consistente. Seu desejo de aumentar os “treinos” crescerá naturalmente.

7- Deixe de preguiça

Retire os “atalhos” da sua vida. Se você vive colocando “lanchinhos” em pontos estratégicos da casa e do trabalho, coloque os vasilhames com lanches mais longe de você. Assim, você precisará de mais esforço para conseguir pega-los.

Se você vai de ônibus ou de carro para o trabalho, a despeito de ser uma caminhada de apenas 15 minutos, comece a sair de casa sem dinheiro ou sem passe para se obrigar a andar.

Se você pensar a respeito, você provavelmente encontrará um monte de pequenas coisas que você pode fazer para que fique mais difícil ter preguiça.

8- Substitua os maus hábitos

Troque os tira-gostos fritos por opções pouco gordurosas, livre-se dos açúcares substituindo-os por frutas e explore opções alimentares com baixo teor de açúcar e de sal.

Existem diversos substitutos que podem oferecer a mesma satisfação com menos calorias e mais ingredientes bons para a saúde em vez de ingredientes nocivos.

Ideias finais

Estas são apenas algumas ideias rápidas. No entanto, se você colocar esforço real diário nos seus hábitos alimentares e na forma como você vive a sua vida você provavelmente irá encontrar diversas coisas que pode e deve mudar para melhor.

Comece por baixo e monitore sua consistência, bem como seus resultados. Com o tempo, seus maus hábitos serão substituídos por hábitos bons.

Conhece mais dicas ou truques para desenvolver hábitos saudáveis? Compartilhe aqui através da ferramenta de comentários! Ajude outras pessoas a se tornarem mais saudáveis!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *