Bambuterapia ou massagem com bambus

Técnica francesa criada por Gil Amsallem, a bambuterapia ou massagem com bambu é a novidade no combate à celulite. Movimentos de deslizamento, fricção e amassamento são usados, durante toda sessão, para estimular as glândulas e, proporcionar com isto, um efeito drenante e redutor de gordura.

bambuterapia massagem com bambu

Esta terapia também é indicada para quem deseja alcançar bem-estar ou até, amenizar alguns problemas de saúde. Suas manobras favorecem o relaxamento, a desintoxicação, a melhora na postura, o combate da tensão pré-menstrual (TPM) e seus principais sintomas, além de auxiliar seus adeptos a encontrar o ponto de equilíbrio emocional.

Os bambus agem como se fossem um prolongamento dos dedos do profissional e isto, favorece o alcance de todas as regiões do corpo da cliente e explica parte do atual sucesso da massagem com bambu.

Segundo a massoterapeuta Amanda Cristina Leal de Oliveira, cada sessão tem duração de uma hora e é dividida em etapas. “A primeira parte consiste na esfoliação do corpo da cliente, seguida pela aplicação de cremes ou óleos essenciais, dependendo do objetivo pessoal. Em seguida, eu realizo algumas manobras de outras terapias como a drenagem linfática e reflexologia para, somente depois, introduzir os bambus e intensificar os movimentos e a pressão. Já sua finalização é feita através de movimentos de deslizamento nas costas de cada cliente”, disse Amanda.

A massoterapeuta sugere fazer duas vezes por semana a massagem, além de adotar hábitos saudáveis no dia-a-dia como a ingestão de dois litros de água, o consumo de uma alimentação balanceada e a prática esportiva. “Eu tenho clientes jovens que resolveram optar pela bambuterapia após constatar os resultados no corpo de suas próprias mães”, comentou Amanda.

A bambu terapia é contra-indicada para grávidas, portadores de doenças graves como câncer, infecções agudas, trombose, insuficiência cardíaca, problemas renais e diabetes.

Ginástica para quem tem 20 anos

Fazer exercícios físicos é importante para qualquer pessoa, independentemente de sexo, cor, idade, religião etc. É uma questão de saúde e não de capricho. Por isso, deixe a preguiça de lado e comece a se mexer!

exercicios meninas

Qualquer atividade física é válida. O que não pode é deixar de se exercitar. Mas para ajudar aqueles que estão indecisos na escolha de seu treino, vamos dar umas dicas, de acordo com a idade. Vamos começar com os mais novos.

Se você tem 20 anos, os exercícios a seguir são muito eficientes. Sempre é importante lembrar que para perder peso deve haver uma combinação entre atividades físicas e uma alimentação balanceada.

Exercitar-se desde cedo é uma atitude excelente para a saúde. Seu corpo vai agradecer no futuro. Principalmente se você mantiver a rotina. Se você vem se exercitando desde a infância, não pode esmorecer aos 20 anos. Nesse período, seu corpo está tomado pelo HGH, conhecido como hormônio do crescimento. É nessa fase, entre 18 e 25 anos, que seu corpo está no pico da massa muscular. Mas esse benefício é passageiro.

Em primeiro lugar, nunca se esqueça de alongar. Parece uma bobagem, mas o alongamento evita muitos problemas, tanto agora, que você está na faixa dos 20 anos, quanto no futuro. Esses exercícios evitam o estiramento e problemas nos tendões, por exemplo.

A corrida é um excelente exercício em qualquer idade. Faça esse exercício no máximo quatro vezes por semana. Você também pode experimentar esportes que façam com que você corra, mas que tenham intervalos. Um exemplo é o tênis. Esse tipo de procedimento é bom para que você não force demais as cartilagens que compõem seu corpo.

Outro exercício excelente para a sua faixa etária é a musculação. Não só no aspecto da saúde, mas também da autoestima. Afinal de contas, quem não quer um corpo sarado, que chame a atenção?

Nessa idade também é muito bom praticar qualquer tipo de esporte. Tanto faz se for individual ou em grupo. Tente natação, basquete, vôlei, lutas etc. As pessoas de 20 anos estão no auge de sua força física e da potencialidade dos músculos do corpo. E o esporte fará com que seus músculos e sua boa forma se desenvolvam cada vez mais.

A dieta das calorias inteligentes

O mundo das dietas está sempre com novidades, das mais mirabolantes a reeducações alimentares sérias. O Hospital das Clínicas de São Paulo colabora agora com um novo tipo, que promete a perda de peso através de um cálculo muito simples e sem restrições alimentares. É a dieta das calorias inteligentes.

Seus criadores afirmam que esse tipo de alimentação nada mais é do que uma nova forma de reeducação alimentar. Quem quer seguir a dieta precisa ter o livro chamado “A dieta das Calorias Inteligentes” e estar atento ao site www.caloriasinteligentes.com.br.

calorias inteligentes

Quem segue a dieta divide os alimentos em três grupos, de acordo com as cores dos sinais de trânsito. Aqueles que tem pouca ou nenhuma gordura fazem parte da cor verde. No grupo amarelo estão os alimentos com níveis moderados. Os do tipo vermelho são aqueles ricos em gordura. Não é preciso cortar da dieta os alimentos desse último grupo. É preciso apenas respeitar a quantidade de porções estabelecidas pelos terapeutas nutricionais que fazem parte do programa.

Cada pessoa tem uma dieta de calorias inteligentes individualizada, dependendo de suas necessidades. Embora ela tenha sido elaborada pelos pesquisadores do Hospital das Clínicas de São Paulo, nem todos os especialistas são favoráveis à sua utilização.

Uma das questões levantadas por eles é a durabilidade dos resultados da dieta. Ainda não se sabe muito sobre sua eficácia. Especialistas também têm dúvidas se ela atende às necessidades de todos os indivíduos.

Como usar a Pirâmide Alimentar

Entenda como a Pirâmide Alimentar ajuda para um cardápio balanceado. Clique nos quadros dos Grupos da Pirâmide para saber quanto equivale uma porção.

piramide low carb

CUIDANDO DA SUA SAÚDE

A dieta é de grande importância no tratamento do Diabetes Mellitus e deve ser seguida pelo portador de diabetes para que se consiga um bom controle da doença.

Recomendações para o plano alimentar:

  • Ter horários regulares para as refeições;
  • Fracionar a dieta em várias refeições ao dia;
  • Não deixar de fazer nenhuma refeição prescrita.

Objetivos de dieta:

  • Atingir ou manter o peso desejável no adulto e um crescimento e desenvolvimento normal na criança;
  • Ajudar a manter a glicose no sangue, em níveis normais, evitando a hipoglicemia e a hiperglicemia;
  • Diminuir o risco de doenças do coração e vasos sanguíneos;
  • Garantir a ingestão adequada de todos os nutrientes.

A Pirâmide Alimentar:

1. GORDURAS E ÓLEOS: Use-os moderadamente. É difícil retirar algumas gorduras presentes naturalmente nos alimentos, por isso se deve usar o mínimo possível no preparo dos mesmos. Use azeite de oliva, óleo de canola, milho, girassol, soja, margarina light, halvarina e evite banha, manteiga, creme de leite e maionese.

2. PROTEÍNAS (2-3 porções): Peixes, carnes, aves, feijões e ovos fornecem proteínas, vitaminas do grupo B, ferro e zinco. Para reduzir as gorduras, dê preferência às carnes magras, aves sem pele, peixes de água salgada, feijões ou outras leguminosas: lentilha, ervilha seca, grão de bico. 1 Porção: 1 posta média de peixe; 1 coxa e sobrecoxa de frango ou 1 peito pequeno; 1bife médio; meia xícara de feijão (ou outra leguminosa) cozido; 1 ovo (nao consumir mais que três unidades na semana e usar cozidos ou pochê).

3. LATICÍNIOS (2-3 porções): Leite, iogurte e queijo sao boas fontes de proteínas, vitaminas e minerais e sao a melhor fonte de cálcio. 1 Porção: 1 xícara de leite; 2 fatias finas de queijo (de preferência com baixo teor de gordura); 1 pote de iogurte.

4. FRUTAS (2-4 porções): São excelentes fontes de vitamina A e C, ácido fólico e potássio, se consumidos quando possível, com casca e/ou bagaço, também fornecerão alto teor de fibras. Os sucos de frutas naturais não são indicados, por conterem grande quantidade de frutose, que é rapidamente absorvida. Podem ser usados suco natural de maracujá ou limão bem diluídos, com ou sem adoçantes. 1 Porção: 1 unidade ou 1 fatia média (usar pelo menos uma fruta cítrica ao dia).

5. VERDURAS E LEGUMES (3-5 porções): Excelentes fontes de vitaminas, minerais e fibras, as verduras e legumes também tem baixo teor de gordura. Consumir verduras e legumes de cores variadas, crus e cozidos. 1 Porção: 1 xícara de hortaliças folhosas; meia xícara de legumes picados.

6. PÃES, CEREAIS, ARROZ E MASSAS (6-11 porções): Essas fontes abundantes de carboidratos complexos, fibras e minerais fornecem a maior parte de calorias diárias. 1 Porção: 1 fatia de pão, meio pão francês, 2 bolachas d´água, meia xícara de cereal cozido (arroz, massa, farinha de mandioca); 1 panqueca; 1 batata.

LEMBRE-SE!

  • SAL: deve ser usado moderadamente: 1 colher rasa de cafezinho.
  • ÁLCOOL: não é indicado, porém, sob orientação médica,poderá ser consumido, se o portador de diabetes não estiver com as taxas de triglicerídeos altas e se não for obeso.
  • ADOÇANTES ARTIFICIAIS: preferir os adoçantes à base de aspartame, sacarina, ciclamatos, que são calóricos, dependendo do veículo a que estão ligados. Aspartame perde o poder de adoçar se for ao fogo.
  • PRODUTOS DIETÉTICOS: possuem calorias, portanto no podem ser consumidos livremente. Não confundir diet (com menos calorias e sem açúcar) com light (com baixas calorias, podendo ou não ter açúcar na composição). Ler o rótulo dos produtos antes de consumi-los.
  • DOCES NÃO DIETÉTICOS: como chocolates, sorvetes, geléias, balas, mel e outros nao devem ser utilizados. Só os utilize sob orientação do nutricionista ou médico.
  • FIBRAS: porção dos alimentos de origem vegetal que não é digerida. Retardam a absorção da glicose dos alimentos. Reduzem o colesterol. Melhoram o funcionamento intestinal.
  • ÁGUA: no mínimo, 2 litros por dia.